Como analisar a norma nbr 5413?

É comum as pessoas que chegam no nosso bar se queixarem da vida e resmungarem que precisam entender a nbr 5413 para entender de iluminância de interiores, mas é sempre na hora que estamos entregando uma batatinha frita.

Claro que não perdemos a venda dizendo que não é tão fácil assim projetar a iluminação de um ambinete para o nosso cliente, mas procuramos informar que nesta vida, precisamos aprender a balancear tudo, inclusive um tempo para estudar iluminância.

É óbvio que uma vez ou outra não há problema nenhum em comprar uma lâmpada nova que queimou sem acompanhamento profissional, mas a partir do momento que um profissional de iluminação informa que seu cliente precisa seguir a risca um plano de projeto, é bem certo que se siga.

Não somos especialistas em eletricidade, mas quem melhor que um formado em engenharia para dizer o que se deve instalar, concorda? Claro que existem aí uma variação de graduados que podem também trabalhar de forma complementar ao projetista de iluminação.

O Engenheiro Eletricista e o Engenheiro Civil.

Aqui já veio um arquiteto especializado nesta área que na hora de comemorar seu aniversário, aproveitou para cantar karaokê de forma que a música que cantou foi totalmente modificada para o seu jargão e dos seus colegas, todos riam parecendo entender aqueles termos técnicos de design de interiores, achamos que fizemos nossa parte também em oferecer das melhores cervejas!

Profissionais em eletricidade

Agora, nem todo mundo pode dizer que conhece um site de engenharia em planilhas! Ora, quantas vezes já ouviu alguém falar que precisa saber o porquê de algumas doenças e por isso iria se consultar com um especialista nesta área?

Confesso que quanto mais eu pesquiso sobre essas profissões, mais eu me apaixono por cerveja (Risadas).

Não que eu cometa o absurdo de falar que não vejo importância nestas profissões, óbvio que não, pelo contrário, sou muito convicto que esteja no ranking dos ofícios mais importantes do planeta terra, principalmente por se tratar de saúde ergonômica (má iluminação pode trazer riscos à saúde), mas particularmente eu não teria o jeito para o emprego.

A rotina de um Projetista em Iluminação

Outra vez, uma senhora dos seus 35 anos veio sozinha ao nosso bar, ainda estávamos fechados mas faltavam 4 minutos para abrirmos, eram 16:55 h e ela parecia bem cansada.

Eu mesmo abri e convidei-a para se acomodar lá dentro já que o tempo lá fora estava muito frio e ela poderia se esquentar lá perto da nossa lareira.

Enquanto ia para a cozinha, ela disse de cara que precisava provar da nossa cerveja original artesanal e que apenas uns bons copos poderiam fazê-la esquecer dos ossos do ofício.

Eu quis me inteirar do que se tratava aquela angústia, e ela me falou que era projetista em iluminação mas que apesar de amar a profissão, tinham dias feito aqueles que pareciam não ter fim.

Uma residência que projetou, estava com uma iluminação artificial muito precária, então ela decidiu projetar através de um software gratuito chamado DialLux.

Aquele acontecimento parecia a incomodar tanto que eu não resisti e perguntei: “Mas qual é o lado bom e a rotina de uma consultor de iluminação?”

Lâmpadas Leds podem ou não servir dependendo de quem as fabrica

“Olhe meu querido, o lado bom é que 60 a 70 porcento dos meus clientes atingem suas metas e eu vibro muito quando o conseguem fazer, tem uns que me pedem um projeto luminotécnico ideal para acabar com as penumbras dos cômodos, outros pedem para focar lâmpadas dicróicas em seus restaurantes, enfim, as razões são inúmeras!”.

Lâmpadas

Dizendo isto ela se levantou, pagou o que devia e se retirou.

Naquela tarde aquela senhora parecia precisar apenas de um atendente e de uma de nossas cervejas para desabafar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *